10.3.07

just a Letter

Eu lhes disse, ainda esta semana, que escreveria sobre a contagem das latinhas. Lucidez?
Se estamos sempre dividindo a cerveja no meio, a conta das latinhas pode, uma hora, dar um número ímpar. Você quis me confundir. Vocês não entendiam o que eu lhes falava.
Vocês riram de mim e me deixaram falando sozinha com o celular. Lembrei na hora de coisas do trabalho. Aquele Agente um dia ainda me pega de jeito. E eu bem vou gostar. Vocês riram de novo.
Nós rimos por belo tempo. Cogitamos a hipótese de parar. Apagamos. Como é bom dar risadas sem fim.
Mas no outro dia acaba? Fica tudo vazio? Depressivo. – Não exagere na dose, Mocinho.
- Sirva-se, temos uma porção de risadas na geladeira e no freezer. Você pode pegar algumas e beber cerveja frozen... Servido?
Eu estou sem memória. Bem mesmo, não lembro de nada. Isso já faz uns 4 anos... Congelemos memórias. Vamos inserir mais memória em nosso cérebro? Quantos k bytes?
Pára. Isso aqui virou loucura.

O que me resta são sonhos pré-definidos antes de dormir. São os sonhos com os quais decidi sonhar. Hoje (aquele dia) fiz isto.
Vocês me fizeram esquecer. E por agora, agradeço minha falha memória. Meu erro de sistema.
Quando nos juntamos de novo?

Loucos... Quero ser internada com eles.
Deveria, sim, existir Ctrl Z na vida. É uma questão de praticidade.

Beijos,

4 comentários:

agatha disse...

ctrl z, pra que?
e a graça de se desfazer o que fizemos?
pois essa vida, como já disseram, na sua dor e na sua delícia, é pra isso aí. juntar e separar, pros sonhos e desilusões.
fazer o que se é assim?

Jânio disse...

O melhor seria mesmo que pudéssemos manter apenas as melhores memórias; mas aí, não teríamos uma vida inteira prá lembrar.

Até mais!

nath disse...

também sou contra o ctrl z...
já disseram que a gente aprende mais rápido errando, não?
e, se não for isso, pelo menos são os tombos que rendem as melhores risadas - e as mais inesquecíveis histórias :)

Giba disse...

Eh bubu, peguei a brisa kauekukaeukaueka, é muito engraçado(by Nybras)!! simplesmente isso!!! me lembro neste exato momento que você não gosta da itaipava, e como era bom chegar com uma itaipava na mão só pra ver sua expressão de desaprovação...rrsrsrrss....risadas eternas.....mas lendo seu post depois de quase uma semana, que eu entendi o que vc estava tentando explicar..kakkakakaaa.....na verdade é que é possível tomarmos um número ímpar de latinhas, mas o problema é que eu estava querendo dizer que não havíamos tomado um número inteiro de latinhas e sim um número X,5 pois tínhamos 0,5 de uma lata somando o que estava na minha mão e na sua....rsrrsrsrsrsrsss

quando será a próxima?? rsrsrsrss

Beijo Buuuuuu